Espiritismo .NET

Tarde demais

EM DEFESA DA VIDA

SUICÍDIO-I

TARDE DEMAIS

O insucesso no amor – torva loucura!-
Minara-lhe a razão já combalida,
E no silêncio atroz da noite escura
Resolve exterminar a própria vida...

A taça de veneno, em mão segura,
Tomba o corpo no espasmo da partida...
Horas depois, em brasas de tortura,
A alma da jovem clama, arrependida!...

Junto à forma indefesa, enregelada,
Ela, à feição de rosa, jaz pendida
Da haste imóvel e triste a que se aferra...

Convertera em abismo a curta estrada!
E, entre abatida e pávida, a suicida
Tarde demais pranteia sobre a terra!...
 
ÁTILA GUTERRES CASSES

(Do livro “Antologia dos Imortais”, Poetas diversos, ed. FEB)

Tags: