Espiritismo .NET

Meditar na lição


Meditar na lição
Francisco Rebouças




"Considera o que te digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo”.
(Paulo. II TIMÓTEO. 2:7.)
(1)


Diante da exposição da verdade que os Emissários Celestes nos apresentam, não temos mais desculpas para deixar de meditar e de tirar das lições, o conteúdo salutar de cada ensinamento que nos chega, contendo as luzes necessárias para clarear o caminho que seguimos em nosso processo evolutivo.


É preciso saber olhar para as belezas da vida e enxergá-las como realmente são e o que têm de melhor. Quem olha de relance para a imensidão do espaço sideral sem a devida atenção, não pode ver as maravilhosas estrelas que cintilam no firmamento. Quem ouve uma orquestra sem atentar para a sutileza das melodias por ela executadas, não lhe percebe as notas encantadoras.


Se não soubermos perceber as palavras inspiradas de pregadores abnegados, se não acalmarmos o coração para que o sentimento do bem nos possa clarear os pensamentos, não nos beneficiaremos das mais belas lições da mensagem cristã ali exposta e, do mesmo modo que chegarmos sairemos, sem o mínimo de benefício que os ensinos nos poderiam propiciar.


Grande número dos seguidores das diversas correntes cristãs na terra, vive a se queixar da dificuldade que os incapacitam de entender os ensinos da Boa Nova, afirmando-se impossibilitados de compreender a ponto de saberem tirar proveito das novas revelações. Isso acontece devido à falta de atenção e maior envolvimento deles com a lição ministrada, pois, continuam demorando-se longo tempo na distração e na superficialidade da vida espiritual.


Para que o Sol possa penetrar os aposentos de nossa casa, é preciso que abramos as janelas para que sua luz possa penetrar no ambiente e afastar as sombras ali contidas, aclarando, arejando, aquecendo e dando vida e alegria ao ambiente doméstico. Da mesma forma, também precisamos proceder em relação ao nosso coração e nossa mente para absorvermos as bênçãos das lições do evangelho renovador.


Preciso se faz que dediquemos, desde já, algum esforço na busca do trabalho que precisamos empreender em nosso dia-a-dia, no exercício da meditação, nos ajudando na concentração necessária para que nos envolvamos com determinação e boa vontade na nossa capacitação para poder, finalmente, ouvir e ver de forma a tirar os benefícios das verdades contidas nas sábias lições do evangelho de Jesus.


Paulo de Tarso é claro na observação que nos fez sobre a importância que devemos dar aos ensinamentos cristãos quando nos disse: "Considera o que te digo, porque, então, o Senhor te dará entendimento em tudo", fazendo-nos crer que, se prestarmos a devida atenção aos apontamentos contidos na Boa Nova, o Senhor nos proporcionará em retribuição à nossa boa vontade e esforço, suficiente compreensão e entendimento de sua vontade sobre tudo.



Fontes:

(1) Segunda Epístola de Paulo a Timóteo, Cap. II. v. 7.