Espiritismo .NET

Análise Espírita da Microcefalia

Autor: 
Pedro Vieira
Temos assistido nas últimas semanas a um preocupante surto de casos de bebês nascendo com problemas variados na formação cerebral, em especial com microcefalia (cérebro e caixa craniana de diâmetro menor do que o normal) e calcificação (crânio calcificado prematuramente, impedindo o crescimento cerebral), causando dificuldades variadas para essas crianças nos campos neurológico, psíquico e motor.
Pesquisas atuais têm estudado relação entre essas ocorrências e o vírus zika, transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti e talvez por outros meios. Em que pese a necessidade urgente de ações preventivas de cientistas e governos, o fato inegável é que, em maior ou menor grau, o Brasil já terá que lidar com uma geração de crianças, jovens e, depois, adultos, requerendo cuidados especiais.

Também não tardaram a surgir explicações espirituais variadas, algumas ponderadas, outras pessoais, outras simplistas e algumas até irresponsáveis. Mas o que, objetivamente, o Espiritismo traz, como doutrina, de informações sobre o assunto?
 

  • Um corpo com alguma deficiência é como um instrumento musical limitado nas mãos de um músico. São apenas a percepção e a manifestação do Espírito que estão dificultadas.
  • Não existe relação entre deficiências físicas ou intelectuais e evolução espiritual. Animando esses corpos podem estar Espíritos superiores ou inferiores, como ocorre com qualquer pessoa.
  • Existe um motivo para a experiência que esses Espíritos passam, que podem ser, como com todos, uma expiação ou uma prova, consentida ou imposta.
  • Como regra geral, o Espírito está lúcido apesar do que ocorre com seu corpo.
  • Todas as situações difíceis com os filhos podem ser, também, uma prova para os pais.

Por isso, é fundamental, como espíritas, adotarmos e difundirmos, a partir dos esclarecimentos filosóficos, algumas posturas práticas:
 

  • Ter fé constante e renovada através da prece e da meditação. Todo remédio que nos é apresentado, no campo do progresso, existe na formulação e na dosagem exata de nossa necessidade. Quando um Espírito encarna, todos os detalhes: local, família, condições do corpo, são cuidadosamente escolhidos para proporcionarem para ele a experiência mais eficaz e adequada à sua necessidade de progresso. Não há erros ou improvisos.
  • Saber que só existe uma motivação de Deus para tudo o que faz: o Amor a suas criaturas. Não há que se falar em punição, mas em educação.
  • Não esquecer de que a missão dos pais continua não só válida como reforçada. Uma criança que requer atenção especial só chega às mãos de pais preparados para lidar com ela e serem, para ela, a face de Deus nesta etapa de seu processo evolutivo.
  • Conversar com essas crianças, como Espíritos, com a consciência de que, seja no campo emotivo, seja no cognitivo espiritual, sentirão nossas vibrações de amor e tranquilidade, e que essa interação é fundamental para que passem por essa experiência em paz interior.

Por fim, o grau de abrangência de qualquer assunto indica também a abrangência da responsabilidade. Se é algo que afeta toda uma nação, é importante pensarmos, de forma madura, como nação, para recebermos, acolhermos e orientarmos, cada um em seu cadinho, esses Espíritos que Deus achou por bem nos trazer em condições especiais de cuidados intelectuais.

Oremos e laboremos por eles. São também nossos filhos, filhos do Brasil. Brasil.
 

29 de Dezembro de 2015