Espiritismo .NET

Polícia alemã confirma que óvni sobrevoou estádio do Werder Bremen

11 de novembro de 2014



Polícia alemã confirma que óvni sobrevoou estádio do Werder Bremen



Um objeto voador não identificado (óvni) sobrevoou o Weserstadion, estádio do Werder Bremen, no norte da Alemanha. A própria polícia local confirmou o episódio, que ocorreu por volta das 18h30 (horário local) desta terça-feira e teve duração de cerca de três horas. Alguns supostos vídeos já circulam pela internet.


De acordo com o porta-voz da polícia de Bremen, o óvni podia ser visto a 300 m de altura, e aparecia e sumia dos radares do aeroporto constantemente. Por conta disso, o tráfego aéreo teve até que ser interrompido na região.


"Não sei exatamente o que estava ali, mas alguma coisa tinha", confirmou o porta-voz.


Um porta-voz do tráfego aéreo diz que o óvni "tinha luzes normais, vermelhas e verdes, e luz de aproximação de ambos os lados".


O morador Dominique Höber diz que o objeto voador passou pelo menos quatro vezes por sua casa, voando entre 100 e 200 metros. "Ele parecia com um avião", diz. "Tinha luzes, mas era muito mais barulhento".


O óvni apareceu diversas vezes entre 16h30 e 21h30 (locais) e causou pelo menos um cancelamento de voo. Outro avião teve que ter a rota desviada.



Campeonato Alemão


Dentro de campo, o Werder Bremen está em posição intermediária no Campeonato Alemão. Com 19 pontos, ocupa a 11ª posição, e só joga de novo em 26 de janeiro, para enfrentar o Eintracht Brauschweig.


Com informações do Huffington Post e Lancepress.


Notícia publicada no Portal Terra, em 8 de janeiro de 2014.



Cristiano Carvalho Assis* comenta


A reportagem nos mostra e estimula uma das coisas que nos fascina: a ideia de não estarmos a sós no Universo e um possível relacionamento com seres de outros planetas. Como seriam? Qual conhecimento trariam? E muitas outras perguntas que percorrem em nossas mentes.


É interessante vermos que nós, espíritas, por vezes, não damos muito interesse nas notícias de óvnis ou extraterrestre da mesma forma que temos quando relatam algum fenômeno espírita em um noticiário. Podemos supor que devido nossos interesses estejam ainda ligados ao plano espiritual, vida futura, contatos com os Espíritos ou por coisas que estão mais próximas, não valorizamos ou não nos atemos que a Doutrina Espírita também tratou dos nossos irmãos de outras esferas planetárias.


Para o Espiritismo, vida em outros planetas, contatos com extraterrestres e viagens interplanetárias é uma realidade. Podemos nos surpreender e dizer: "O que??". Vejamos um trecho da Revista Espírita de  março de 1858: "De todos os planetas, o mais avançado, sob todos os aspectos, é Júpiter. Ali, é o reino exclusivo do bem e da justiça, porque não há senão bons Espíritos.(...) Os Espíritos que habitam Júpiter, geralmente, se comprazem, quando querem se comunicar conosco na descrição do seu planeta, e quando se lhes pergunta a razão, respondem que é a fim de nos inspirar o amor ao bem pela esperança de, para lá, ir um dia." Observamos aí a presença espiritual de seres de outros planetas nos dando as comunicações, desde o século XIX, a Allan Kardec.


Todos nós conhecemos as histórias dos habitantes de Capela, sendo degredados aqui na Terra, ou dos habitantes de outros orbes que estão reencarnando para auxiliar no desenvolvimento do Planeta de Regeneração. O que nos soa ainda estranho, por ainda não ser foco de nossas meditações no meio espírita, é o contato físico, de encarnados da Terra com encarnados de outro Planeta. Mas por que não? Por que seria isso impossível, se nós, com o pouco desenvolvimento material, intelectual e moral que temos, já somos capazes de viajar pelo Universo, por que eles, "mais avançados em todos os aspectos", não teriam?


Sabemos que a pergunta final que todos nós fazemos é: "Então por que eles não aparecem?" Tanto para essa pergunta, quanto para a pergunta que alguns fazem sobre "por que os Espíritos não aparecem enfaticamente para nós?", a ideia gira em torno de uma mesma resposta: "A cada um segundo suas obras". A Humanidade como um ser coletivo ainda precisa se desenvolver moralmente e espiritualmente para merecer ter contato direto e fácil com todos eles.


Busquemos nos desenvolver intimamente e moralmente. Auxiliemos no desenvolvimento das Instituições (familiar, profissional, religiosa, etc.) que fazemos parte, levando amor, compreensão, eficiência e paz para que a Terra possa progredir em todos os seus aspectos. E, quem sabe, daqui algum tempo, o nosso modelo e guia, governador da Humanidade, Jesus, possa ordenar: "Habitantes de outras esferas, apresentem-se!!". E, assim, uma Nova Era, com menos dores e sofrimentos, menos doenças e desigualdades possa ser estabelecida em nosso planeta.


* Cristiano Carvalho Assis é formado em Odontologia. Nasceu em Brasília/DF e reside atualmente em São Luís/MA. Na área espírita, é trabalhador do Centro Espírita Maranhense e colaborador do Serviço de Atendimento Fraterno do Espiritismo.net.