Espiritismo .NET

Garota de seis anos salva vida de irmã mais nova ao evitar atropelamento

29 de agosto de 2012



Mini-heroína: garota de seis anos salva vida de irmã mais nova ao evitar atropelamento



As duas meninas brincavam quando um carro desgovernado dirigido por um idoso de 94 anos subiu na calçada


Por Redação Marie Claire


Parece coisa de filme, mas não é. Ramona Gibbs, de seis anos, salvou a vida de sua irmã mais nova ao ver que ela seria atropelada por um carro. Em questão de segundos, Ramona empurrou Trixie, de três anos, para longe, evitando que um carro a atropelasse enquanto brincavam na calçada de casa em Bristol, na Inglaterra.


A coragem de Ramona mereceu até prêmio e a menina foi homenageada com um Children and Young People’s Award oferecido pela Avon e pela Somerset Police. “Tudo que me lembro é de que eu fiquei entre os carros. Não me lembro de empurrar Trixie para fora do caminho", disse a menina ao jornal “Mail Online”.


As meninas brincavam em seus scooters quando um motorista de 94 anos tentou fazer uma manobra na estrada. Ao invés de frear, o idoso pisou no acelerador e subiu na calçada. Depois de empurrar a irmã, Ramona ficou presa entre o veículo e uma Land Rover estacionada.


Trixie sofreu apenas uma pancada na cabeça. Ramona foi levada para o Hospital Infantil de Bristol com hemorragia interna, além de ter uma perna e costelas quebradas. Ela ficou 16 dias no hospital e passou por cinco operações.


Sem ainda entender direito o que Ramona fez, Trixie reclamou: “Ramona me empurrou”. O motorista do carro foi condenado por direção perigosa e entregou sua licença.


Matéria publicada na Revista Marie Claire, em 2 de maio de 2012.



Marcia Leal Jek* comenta


Essa notícia nos faz perceber que nem sempre conhecemos as reflexões que o Espírito pode fazer em situações como essa. A criança, sendo Espírito eterno, reinicia a sua aprendizagem no mundo, e traz consigo ao renascer uma bagagem de experiências multi-milenares. Mesmo assim, um Espírito eterno, reencarnado, tem a manifestação de sua inteligência limitada, não possuindo a mesma intuição de um adulto. Quando a família tem bons princípios de educação, a criança absorve esses conceitos e os leva por toda a vida. É bom lembrar que aquilo que se aprende na infância fica para sempre e o que não se aprende quando pequeno fica muito mais difícil de ser aprendido depois.


A infância é uma fase importante de preparação e de elaboração da personalidade. Portanto, vamos levar o mais cedo possível, os esclarecimentos e os estímulos que o Espírito necessita, nessa fase em que está mais acessível. Saibamos cuidar bem dos valores morais de nossas crianças, pois são estes os fundamentos que irão moldar-lhes o caráter e a personalidade.


* Marcia Leal Jek estuda o Espiritismo há mais de 25 anos e é trabalhadora do Centro Espírita Francisco de Assis, em Jacaraipe, Serra, ES.