Espiritismo .NET

Dormir pouco torna a pessoa mais vulnerável a gula, diz estudo

17 de agosto de 2012



Dormir pouco torna a pessoa mais vulnerável a gula, diz estudo



Passar uma noite mal dormida pode prejudicar a alimentação


Se você dorme pouco, saiba que o hábito pode refletir negativamente na balança. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, quem não descansa o suficiente é mais propenso a optar por itens não-saudáveis, como doces e frituras, e ainda sentir mais prazer ao saboreá-los. Os dados são do jornal Daily Mail.


Para chegar a essa conclusão, os cientistas analisaram 25 homens e mulheres de peso normal. Ao longo de cinco noites, alguns deles puderam dormir por quatro horas, enquanto outros tinham permissão para ficar na cama por até nove horas. Depois, passaram pelo exame de ressonância magnética funcional enquanto olhavam para imagens de alimentos, como frutas, vegetais, pizzas, bolos e doces.


A equipe constatou que era mais provável que o centro de recompensa do cérebro se iluminasse em participantes que olhavam para guloseimas se fossem privados do sono normal. “A resposta a alimentos pouco saudáveis foi um padrão neuronal específico da restrição de sono”, disse a pesquisadora Marie-Pierre St-Onge. “Os resultados sugerem que, sob sono restrito, as pessoas vão encontrar alimentos não-saudáveis como altamente notáveis e gratificante, o que pode levar a um maior consumo deles”, concluiu.


Notícia publicada no Portal Terra.



Reinaldo Monteiro Macedo* comenta


Estudos recentes, inclusive o que foi motivo dessa reportagem, têm recolhido evidências de que dormir pouco, é um péssimo hábito que poderá influenciar o peso corporal, com inevitáveis reflexos na saúde em geral.


A Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, divulgou esse estudo, de acordo com o jornal Daily Mail, demonstrando que a pessoa que não descansa o necessário tem propensão a procurar alternativas menos saudáveis de alimentação, como doces e frituras, pois sentem mais prazer em saboreá-los, assim como outras alternativas a que vulgarmente se chama de “junk food” (alimento rico em calorias de baixo valor nutritivo, mas fácil e rápido de preparar).


Agindo dessa forma, a pessoa cedará à ânsia da gula, trazendo incontáveis malefícios ao próprio corpo, que irão repercurtir, em última análise, no seu espírito, imprimindo-lhe necessidades variadas de ajustes que só serão possíveis dentro do processo natural da reencarnação.


O desequilíbrio causado pela ingestão sistemática de comidas nocivas ao organismo humano, vai gadativamente originando males que se irão manifestar no perispírito (invólucro do espírito), que é o MOB – Modelo Organizador Biológico do corpo.


E assim, para extirpar as doenças adquiridas através dos hábitos desregrados, é necessário que elas se purguem na matéria, possivelmente numa nova oportunidade de vivência que o espírito terá pela reencarnação, dando assim continuidade ao processo continuado e natural de evolução.


Aproveitando, lembramos a frase de Jesus quando disse para a humanidade: “Cuidai do corpo e cuidai do espírito”...


* Reinaldo Monteiro Macedo é aposentado, administrador e analista de sistemas de formação, expositor de estudos e colaborador do Centro Espírita Nair Montez de Castro no Rio de Janeiro/RJ e de algumas outras Casas.