Espiritismo .NET

Butantan testa proteína que regenera tecidos do corpo humano

26 de julho de 2012



Butantan testa proteína que regenera tecidos do corpo humano



O Instituto Butantan, responsável por mais de 80% de soros e vacinas para uso profilático e curativo produzidos no Brasil, desenvolve estudo inédito de regeneração de tecido humano a partir de uma proteína encontrada em lagartas. A pesquisa, desenvolvida por um grupo de pesquisadores do Laboratório de Bioquímica e Biofísica da instituição, pode ser uma esperança para o tratamento de diversas doenças degenerativas, para diabéticos, vítimas de queimaduras e asmáticos.


Durante seis anos, os pesquisadores estudaram a ação da proteína Lopap, encontrada nas cerdas da lagarta Lonomia. Essa substância contém um poderoso elemento com propriedade cicatrizante, que estimula a liberação de moléculas responsáveis pela regeneração de alguns tecidos do corpo humano.


Durante esse período, a plataforma foi aplicada em animais portadores de asma e úlceras diabéticas para verificar como era a reação quanto à regeneração de tecidos. Os primeiros resultados mostraram a eficiência do medicamento na cicatrização do local afetado, além da superioridade, se comparado a medicamentos já existentes.


"Ficamos extremamente felizes com os primeiros resultados desse estudo. A ideia da pesquisa é dar esperança a pacientes que precisam desse tipo de tratamento", explica Ana Marisa Chudzinsk-Tavassi, diretora do laboratório.


O próximo passo da pesquisa vai ser testar a eficiência do medicamento em seres humanos.


Notícia publicada no Portal Terra, em 23 de maio de 2012.



Reinaldo Monteiro Macedo* comenta


E a natureza segue seu curso, com o homem fazendo descobertas científicas que auxiliam a humanidade, neste caso, relativamente a saúde.


Agora trata-se, conforme a reportagem, de pesquisadores do Instituto Butantan, que descobriram que uma proteína encontrada em lagartas pode ajudar na cicatrização e regenerar tecidos do corpo humano. De acordo com a Secretaria de Saúde de São Paulo, a descoberta deve auxiliar no tratamento de diversas doenças degenerativas, além da asma, do diabetes e de queimaduras, após pesquisa que durou 6 anos.


O próximo passo é fazer testes em seres humanos...


“Acreditamos que, se bem trabalhado, em um ano devemos ter resultados suficientes de segurança para depois podermos começar testes clínicos”, disse a diretora do laboratório de bioquímica e biofísica do instituto onde a pesquisa foi desenvolvida, Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, do Instituto Butantã.


Assim, mais uma vez, nos é dada a certeza que a humanidade tem como meta da criação a sua evolução. A inteligência do homem, que é uma propriedade do espírito, avança no sentido de buscar mais saúde para os homens, descobrindo leis naturais que regem a vida, contida nos mínimos detalhes que são alvo de pesquisa dos cientistas.


Mais uma vez, temos a oportunidade de avaliar que nada acontece por acaso, que existe a lei de causa e efeito, e que nada portanto se perde na natureza...


Esta notícia também está comentada no site EcoDesenvolvimento.org, que está sob Licença Creative Commons Attribution Non-Commercial No Derivatives.


Basta acessar o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org.br/posts/2012/maio/proteina-de-lagarta-pode-regenerar-tecido-humano#ixzz1ywALQmmr.


* Reinaldo Monteiro Macedo é aposentado, administrador e analista de sistemas de formação, expositor de estudos e colaborador do Centro Espírita Nair Montez de Castro no Rio de Janeiro/RJ e de algumas outras Casas.