Espiritismo .NET

Menina de nariz vermelho passa por cirurgia para corrigir problema

Menina de nariz vermelho passa por cirurgia para corrigir problema



Por Redação Yahoo! Brasil | Yahoo! Notícias


Connie Lloyd, uma inglesa de três anos de idade, sofreu uma cirurgia de três horas e meia para a retirada de um tumor benigno no nariz. A mancha vermelha provocava comentários maldosos e fizeram com que a menina tentasse se esconder na presença de pessoas estranhas.


A menina ainda estava na barriga da mãe (na 26ª semana de gestação) quando um exame de ultrassom apontou uma mancha. Duas semanas após o nascimento, os médicos diagnosticaram um tumor benigno na bebê inglesa. Apesar das tentativas dos pais em encontrar um especialista que a operasse, médicos afirmavam que não havia possibilidade de realizar o procedimento e qualquer arranhão poderia fazê-la sangrar até a morte.


Os médicos ainda tentaram frear o crescimento do tumor com medicações. Em março deste ano a família encontrou um cirurgião que se dispôs a ajudá-la e a cirurgia foi realizada. “Quando ela saiu da cirurgia, a primeira coisa que disse foi ‘meu nariz agora é como o seu, mamãe’”, contou Zara, mãe de Connie. “Ela está ótima, apenas com uma cicatriz pequena. Já fez amigos e todos estão orgulhosos dela”, acrescentou.


A mãe comemorou o fato da filha não ter que enfrentar mais comentários sobre a mancha. “É bom não ter de lidar com comentários cruéis mas, com nariz vermelho ou não, Connie sempre foi nossa garotinha perfeita”, disse Zara ao jornal “Daily Mail”.


Notícia publicada no Yahoo! Notícias, em 23 de agosto de 2011.



Reinaldo Monteiro Macedo* comenta


Diante do exposto nesse caso, para termos um ângulo de visão pelo Espiritismo, precisamos ter em mente alguns princípios básicos para presidirem nossas avaliações. Iremos fazer isso à medida em que formos fazendo nossos comentários.


Não temos o conhecimento das vivências passadas da criança em questão.


Mas sabemos que não existe efeito sem causa, ou seja, que o acaso não existe.


Não podemos também ficar atribuindo a todos os fatos tendo como única base a experiência de vidas anteriores daquele que vive hoje algum problema. Pelo contrário, sabemos que o aprendizado de um espírito se dá passo a passo, pois a evolução não se dá aos saltos.


Temos de olhar os fatos por prismas diversos, admitindo também que o fato gerador em si pode objetivar o aprendizado e a passagem de terceiros pela vivência de situação que justifique, perante as divinas leis naturais, uma experiência reparadora de pelo menos um dos envolvidos.


Esses terceiros, em princípio, poderiam ser o pai e/ou a mãe, sendo a criança um espírito simpático aos dois, que concordou em passar por essa situação com a intenção de ajudar a um ou ambos a conquistar mais um degrau em sua(s) escala(s) evolutiva(s).


Dessa forma, julgamos ser a presente abordagem que fazemos o suficiente para pelo menos explicar uma das facetas do acontecido, abrindo assim o horizonte para outras análises.


Mas uma coisa é certa: a justiça de Deus visa o Amor... E tudo que acontece faz parte da vida a qual nos foi dada pelo Amor do nosso Pai.


* Reinaldo Monteiro Macedo é aposentado, administrador e analista de sistemas de formação, expositor de estudos e colaborador do Centro Espírita Nair Montez de Castro no Rio de Janeiro/RJ e de algumas outras Casas.