Espiritismo .NET

Mãe diz que salvou filho prematuro apenas com abraço

Mãe diz que salvou filho prematuro apenas com abraço



Bebê acorda nos braços da mãe duas horas depois que foi dado como morto pelos médicos


Crescer


Que o toque e o cheiro da mãe são importantes para o bebê não é novidade. Mas podem ser mais poderosos do que você imagina. Uma mãe australiana contou como o toque trouxe seu bebê de volta à vida. Os médicos falaram que Jamie Ogg não tinha nenhuma chance de sobrevivência quando ele nasceu prematuro de 27 semanas, pesando apenas 900 gramas. Enquanto sua irmã gêmea, Emily, conseguiu sobreviver, Jamie lutou por vinte minutos, mas foi declarado morto pelos médicos. Eles o entregaram à mãe Kate para que ela e o pai David se despedissem.


Quando recebeu a notícia que seu filho não tinha sobrevivido, Kate desenrolou Jamie do cobertor, colocou perto de seu peito e começou a conversar com ele. "Ele era muito mole. Seus pequenos braços e pernas estavam apenas caindo fora de seu corpo. Dissemos a ele qual era seu nome e que tinha uma irmã”, disse ao jornal Daily Mail. Depois de duas horas de conversar com o filho, tocá-lo e acariciá-lo, ele começou a mostrar sinais de vida. Em seguida, após sua mãe colocar um pouco de leite materno no dedo e dar a ele, o bebê começou a respirar.


Kate tem certeza de que o contato "pele-a-pele" no seu caso foi vital para salvar seu filho doente. O método conhecido por ‘mãe canguru’, que também é aplicado em hospitais brasileiros, supõe que as mães se tornem incubadoras humanas, mantendo o bebê aquecido. Sabe-se que os bebês de baixo peso que são tratados desta maneira possuem menores taxas de infecção, padrões de sono melhor e menor risco de hipotermia. Mas casos como o de Kate desafiam a ciência.


Notícia publicada na Revista Crescer, em setembro de 2010.



Marcia Leal Jek* comenta


Esta notícia nos leva para interessantes reflexões:


Segundo a Igreja, Jesus Cristo era visto como milagroso, através do seu poder sobrenatural. Hoje, a ciência levou as suas investigações até as leis da Natureza; os milagres já não têm grande aceitação.


As pessoas que não têm o conhecimento das leis que regem os fenômenos psíquicos caracterizam como milagroso todo fato que não conseguem explicar e, com isso, consideram como sobrenatural.


Mas o progresso do conhecimento humano vem contribuindo para esclarecer muitos desses “milagres”. A ciência tem nos revelado novas leis que explicam fenômenos e, assim, destruindo crendices e superstições.


Para a doutrina espírita, milagres não existem, pois nada foge às leis naturais.


O nosso grande desafio é desvendar o que os “milagres” significam e o que podem ensinar sobre a vida e a perfeição Divina.


Hoje, o conhecimento sobre a mediunidade tem trazido muitos esclarecimentos para desvendar os acontecimentos considerados milagrosos, quando não passam de fenômenos naturais mediúnicos.


Através do amor profundo, Kate ajudou a criar entre ela e Jamie uma sintonia, fazendo com que, embora sendo inspirada pela espiritualidade, transmitisse fluidos necessários para vitalizar o corpinho do bebê. Os Espíritos combinam os fluidos(1) e por ação magnética atuam diretamente sobre a parte do corpo perispiritual e físico que se encontra desequilibrada.


Devemos aprofundar nossos conhecimentos no entendimento do princípio espiritual, da ação dos fluidos sobre a organização do mundo invisível no meio do qual vivemos, das faculdades da alma, da existência e das propriedades do perispírito. Sendo que a chave da Doutrina Espírita é valorizar o amor, a fé e conscientizarmo-nos do quanto ela é importante para a nossa evolução.


Para melhor entendimento, recomenda-se a leitura do livro A Gênese(2), no Cap. XV, nos itens 1 e 2, de Allan Kardec.(3)



Fontes:


(1) Fluido Magnético, Fluido Vital - Fluido magnético que nos seres orgânicos desenvolve-se sob o estímulo do princípio vital. Normalmente se refere ao fluido próprio de um médium. Este se combina com o fluido universal acumulado por um Espírito comunicante para produzir uma manifestação espírita;


(2) A Gênese, os milagres e as predições – publicado em janeiro de 1868. (A codificação espírita e outros livros espíritas instrutivos podem ser obtidos nos links: www.espiritismo.net/portugues_download ou www.virtual.espiridigi.net (Biblioteca Virtual);


(3) Hippolyte Léon Denizard Rivail (Lyon, 3 de outubro de 1804 — Paris, 31 de março de 1869) foi educador, escritor e tradutor francês. Sob o pseudônimo de Allan Kardec.


* Marcia Leal Jek estuda o Espiritismo há mais de 25 anos e é trabalhadora do Centro Espírita Francisco de Assis, em Jacaraipe, Serra, ES.