Espiritismo .NET

Bebê que nasceu com dois rostos passa bem

Bebê que nasceu com dois rostos passa bem



Agência AFP


NOVA DÉLHI - Os pais de um bebê do sexo feminino nascida com dois rostos há três semanas afirmam que ela come e respira normalmente apesar de ter dois pares de olhos e lábios, e dois narizes.


O bebê, que ainda não tem nome, nasceu no norte da Índia, filho do operário Vinod Kumar e de sua esposa Sushma e tem chamado atenção de curiosos e outros que a consideram uma divindade no país altamente religioso de maioria hindu.


- Eu nunca vi algo parecido na minha vida, então, é claro, fiquei um pouco assustado ao vê-la pela primeira vez - disse seu pai neste domingo na cidade de Noida, onde moram, a 50 quilômetros de Nova Délhi.


A garota foi bem-recebida da grande família de Kumar, que dizem não ter planos de consultar médicos para verificar a possibilidade de ela receber um tratamento ou fazer uma cirurgia corretiva.


- O médico disse que tudo estava bem quando ela nasceu. Então porque eu preciso de assistência médica? - disse o pai. - Ela é alimentada por uma boca e chupa seu dedão com a outra. Nós usamos a que estiver livre para alimentá-la - disse Kumar, 24 anos.


Médicos disseram que o caso é extremamente raro, já que a menina tem dois crânios juntos, e que separá-los estava fora de questão.


- Uma vez que as cabeças estão fundidas, separá-las seria impossível - afirmou o pediatra D. K. Gupta do Instituto de Ciência Médicas All Índia ao jornal Hindustan Times neste final de semana.


Os médicos, porém, disseram que a menina tem que ser examinada por completo para verificar possíveis complicações.


- Está claro que a garota não está em perigo imediato, mas tem-se que checar se as cavidades nasais orais e nasais e outras passagens estão funcionando propriamente - disse o pediatra.


O caso surge poucos meses após os médicos indianos terem realizado uma maratona de cirurgias rara para remover um membro do corpo a mais de uma menina nascida com quatro braços e pernas.


O caso da menina de dois anos Lakshmi Tatma chamou a atenção depois que as mídias indiana e internacional comentaram sua complicada cirurgia realizada em Bagalore em novembro.


Este ano, Lakshmi começou a andar com a ajuda de um andador, agradando a seus pais e médicos. Lakshmi, que recebeu esse nome por causa da deusa Hindu da riqueza, que tem quarto braços, nasceu com a pelvis de uma irmã gêmea que parou de crescer no útero da mãe - algo que ocorre a cada 50 mil casos de nascimentos de gêmeos xifópagos.


Kumar disse que ele ouviu falar sobre Lakshmi, mas não quer mudar nada nas características físicas da sua filha.


- Qualquer coisa que Deus tem me dado é aceitável. O que podemos fazer a respeito? - disse, pegando o bebê no colo para levá-la dali, depois de deixar os vizinhos a olharem em volta de seu berço.


- Esta criança é muito especial para nós - disse o avô da menina, olhando-a com afeto.


Notícia publicada no JB Online, em 7 de abril de 2008.



Pedro Vieira* comenta


Como o Espiritismo poderia explicar esse acontecimento? Seria a pequena menina a encarnação de um Espírito ou seriam dois Espíritos ligados pelo mesmo corpo?


O Livro dos Espíritos, a obra básica da Codificação Espírita, contém as respostas dos Espíritos Superiores organizadas e comentadas pelo Prof. Allan Kardec e, quando analisa o Espírito, em sua segunda parte, aprecia essa questão. Vejamos:


‘212. Há dois Espíritos, ou, por outra, duas almas, nas crianças cujos corpos nascem ligados, tendo comuns alguns órgãos?’ ‘Sim, mas a semelhança entre essas almas é tal que faz vos pareçam, em muitos casos, uma só.’


Desconhecemos os processos por que esses Espíritos passaram para justificar a necessidade de uma proximidade tão grande. Seria uma prova aos pais? Seriam inimigos do passado, muito próximos, colocados juntos de forma compulsória, para que aprendam a se suportar? Seria uma forma de chamar a atenção e despertar a reflexão daquela sociedade? Só o tempo poderá dizer.


O fato é que nada ocorre por acaso, sem o consentimento de Deus e, naturalmente, sem Sua permissão. Resta-nos observar e meditar sobre esse e outros acontecimentos e deles extrair a mensagem divina para a aplicação em nossas vidas.


* Pedro Vieira é expositor e médium espírita. Colabora com o centenário Centro Espírita Cristófilos e com o Centro Espírita Léon Denis, no Rio de Janeiro, além de algumas outras casas.