Espiritismo .NET

A Ecologia Espiritual de Allan Kardec

A Ecologia Espiritual de Allan Kardec



LUCIANO LOPES


Hippolyte Léon Denizard Ribail, natural de Lyon, na França, cumpriu perfeitamente a missão a que foi predestinado, durante os 65 anos em que viveu na Terra. Mais. Foi responsável por uma grande transformação espiritual na humanidade, baseado em um estudo aprofundado dos fenômenos espíritas e sua relação com o mundo, a natureza, Deus e nós, homens e mulheres.


Mais conhecido como Allan Kardec, nasceu em uma família de magistrados e advogados, apesar de, desde jovem, sentir-se atraído pelo estudo das ciências e da filosofia. Kardec foi um católico criado em um país protestante. E, por causa disso, suportou a intolerância, em seus mais variados níveis, e passou a nutrir a idéia de que uma nova reforma religiosa seria necessária.


Durante anos, estudou com o intuito de buscar a unificação de todas as crenças. E o Espiritismo foi, conseqüentemente, um norte para esta busca. Antes disso, foi membro de sociedades sábias, fundou cursos gratuitos de química, física, anatomia, astronomia e sempre esteve preocupado com os sistemas de educação.


Focou-se nas manifestações espíritas em 1855, quando se entregou definitivamente a observá-las e deduzir suas conseqüências filosóficas. Foi o Espiritismo que lhe popularizou o nome de Allan Kardec. Dois anos mais tarde, lançou o "Livro dos Espíritos", referente à parte filosófica do Espiritismo, que enterrava de vez a doutrina como refúgio da superstição e a fortalecia por sua essência e princípios que explicavam as anomalias da vida humana, suas irregularidades intelectuais, morais e sociais. E, de forma, inédita, trouxe um olhar mais humano e respeitoso às manifestações espíritas, à igualdade dos homens perante Deus e deixando a fraternidade, a liberdade e a solidariedade universal como o caminho mais sábio para atingir a plenitude.


Para celebrar os 150 anos do Espiritismo, completados em 2007, a JB Ecológico destacou alguns trechos do "Livro dos Espíritos", que ganhou uma edição comemorativa da Federação Espírita Brasileira (FEB), com tradução de Evandro Noleto Bezerra. Confira:



Natureza


"As belezas naturais são tão diferentes que estamos longe de as conhecer. Os Espíritos são sensíveis a essas belezas, segundo as aptidões que tenham para as apreciar e compreender. Para os Espíritos elevados, há belezas de conjunto diante das quais se apagam, por assim dizer, as belezas dos detalhes."


"Os grandes fenômenos da natureza algumas vezes têm o homem como razão imediata de ser. Na maioria dos casos, entretanto, têm por único objetivo o restabelecimento do equilíbrio e da harmonia das forças físicas da natureza."


"Tudo trabalha na natureza. Como tu, os animais trabalham, mas o trabalho deles, como a inteligência de que dispõem, se limita a cuidarem da própria conservação."


"A natureza não é imprevidente. O homem é que não sabe moderar seu modo de viver."



Abuso de autoridade


"É uma das piores ações. Todo homem que tem o poder de mandar é responsável pelo excesso de trabalho que impõe a seus inferiores, porque transgride a lei de Deus."



Guerra


"Sabeis perfeitamente que há Espíritos que só procuram a discórdia e a destruição. Para eles, guerra é guerra: a justiça da causa pouco os preocupa."


"Quem promove a guerra em benefício próprio é o verdadeiro culpado. Precisará de muitas existências para expirar todos os assassínios dos quais foi a causa. E responderá por cada homem cuja morte tenha causado para satisfazer à sua ambição."



Inteligência


"A inteligência não é um atributo do princípio vital, pois as plantas vivem e não pensam: só têm vida orgânica."


"O instinto é uma espécie de inteligência. É uma inteligência não racional. É por ele que todos os seres provêem às suas necessidades."



Pessoas inúteis


"Há pessoas que realmente só vivem para si mesmas e que não sabem tornar-se úteis para coisa alguma. São pobres seres que devemos lamentar, porque expiarão cruelmente sua inutilidade voluntária. Muitas vezes, seu castigo já começa neste mundo, pelo tédio e pelo desgosto que a vida lhes causa."



Paternidade


"Sem dúvida é uma missão. Deus colocou o filho sobre a tutela dos pais, a fim de que estes o dirijam pelo caminho do bem, e lhes facilitou a tarefa dando à criança uma organização frágil e delicada, que a torna acessível a todas as impressões.


"Mas há quem se ocupe mais em endireitar as árvores do seu jardim e fazer que dêem bons e abundantes frutos, do que em endireitar o caráter de seu filho. Se este vier a sucumbir por culpa dos pais, sofrerão os genitores as conseqüências dessa queda."



Espíritos


"Os Espíritos são a individualização do princípio inteligente, como os corpos são a individualização do princípio material."


"Os Espíritos estão por toda parte. Povoam infinitamente os espaços infinitos. Há os que estão sem cessar ao vosso lado, observando-nos e atuando sobre vós, sem que o saibas. Os Espíritos são uma das forças da natureza e os instrumentos de que Deus se serve para a execução de seus desígnios providenciais."


"Eles penetram tudo: o ar, a terra, as águas e até mesmo o fogo lhes são igualmente acessíveis."


"A classificação dos Espíritos se baseia no grau de adiantamento deles, nas qualidades que já adquiriram e nas imperfeições de que ainda terão de despojar-se. De um grau a outro, a transição é insensível e, nos limites, como nas cores do arco-íris. Ou, ainda, como nos diferentes períodos da vida do homem."


"Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes, isto é, sem saber. A cada um deu uma missão, como o fim de esclarecê-los e de os fazer chegar progressivamente à perfeição, pelo conhecimento da verdade, para aproximá-los de si."


"A vida do espírito é que é eterna, a do corpo é transitória e passageira. Quando o corpo morre, retorna à vida eterna."


"Os espíritos concorrem para a harmonia do Universo, executando as vontades de Deus, de quem são ministros. A vida espiritual é uma ocupação contínua, mas que nada tem de penosa, como a vida na Terra, porque não existe a fadiga corporal, nem as angústias das necessidades."



Homem


"Orgulho dos homens, que julgam saber tudo e não admitem que alguma coisa possa ultrapassar o seu entendimento. Sua própria ciência os torna presunçosos. Pensam que a natureza nada podes lhes ocultar."


"O homem tem, instintivamente, a convicção de que, para ele, nem tudo se extingue com a vida; tem horror ao nada."



Alma


"A alma nada leva consigo deste mundo. Nada, a não ser a lembrança, cheia de doçura ou de amargor, conforme o emprego que haja feito da vida. Quanto mais pura for, tanto melhor compreenderá a futilidade que deixa na Terra."


"A separação da alma e do corpo não é dolorosa. O corpo sempre sofre mais durante a vida do que no momento da morte; a alma nenhuma parte toma disso. Os sofrimentos que algumas vezes se experimentam no instante da morte são um gozo para o espírito."


"A alma se desprende gradualmente e não escapa como um pássaro cativo a que se restituiu subitamente a liberdade."



Planeta Terra


"Os mundos também estão sujeitos à lei do progresso. Todos começaram, como o vosso, por um estado inferior, e a própria Terra sofrerá transformação semelhante. Tornar-se-á um paraíso terrestre quando os homens se tornarem bons."



Deus


"Só os Espíritos Superiores vêem a Deus e o compreendem. Os inferiores o sentem e o advinham."


"O Espírito Inferior não vê a Deus, mas sente sua soberania, e sempre que uma coisa não deve ser dita, ele sente uma espécie de intuição, uma advertência invisível que o proíbe de fazê-lo."


"Nada acontece sem a permissão de Deus, pois foi Ele quem estabeleceu todas as leis que regem o universo."


"Ficai certos de que Deus não pode contradizer-se e de que, na natureza, tudo se harmoniza por meio de leis gerais que jamais se afastam da sublime sabedoria do Criador."



Leis


"A lei natural é a lei de Deus. É a única verdadeira para a felicidade do homem. Indica-lhe o que deve fazer ou não fazer e ele só é infeliz porque dela se afasta."


"A lei de Deus é eterna e imutável, como o próprio Deus."


"O sábio estuda as leis da matéria, o homem de bem estuda e pratica as leis da alma."


"A lei de Deus está escrita na consciência."



Verdade


"A verdade é como a luz: é preciso habituar-se a ela pouco a pouco, senão ela ofusca."



Benção e Maldição


"A benção e a maldição jamais poderão desviar a Providência do caminho da justiça; ela só fere o maldito se ele for mau, e só cobre com sua proteção aquele que a merece."



Solo


"O solo é a fonte principal de onde se originam todos os outros recursos, pois, afinal de contas, esses recursos são simples transformações dos produtos do solo."


"E, por ser ingrato, o homem a despreza. A terra, no entanto, é excelente mãe. Muitas vezes, também, o homem acusa a natureza daquilo que só resulta da sua imperícia ou da sua imprevidência."


"A terra produziria sempre o necessário, se o homem soubesse contentar-se com o necessário."



Pátria


"O princípio é sempre o mesmo: para os Espíritos elevados, a pátria é o Universo; na Terra, a pátria está onde se achem mais pessoas que lhes são simpáticas."



Vida vegetal


"A vida intra-uterina é a da planta que vegeta. A criança vive a vida animal. O homem possui em si a vida animal e a vida vegetal, que, pelo seu nascimento, se completam com a vida espiritual."



Animais


"Uns querem que o homem seja um animal e outros que o animal seja um homem. Todos estão errados."


"É bem verdade que o instinto domina a maioria dos ani mais. Mas, não vês que muitos agem com vontade determinada? É que têm inteligência, embora limitada."


"Os animais não são simples máquinas. Por serem inferiores ao homem, eles não têm os mesmos deveres. A liberdade de que gozam é restrita aos atos da vida material."


"A alma dos animais não tem o livre-arbítrio."



Bem e mal


"Não há ninguém que não possa fazer o bem. Somente o egoísta nunca encontra oportunidade de o praticar."


"O mérito do bem está na dificuldade em praticá-lo. Não há mérito algum em fazer o bem sem esforço e quando nada custa."


"Deus leva mais em conta o pobre que reparte o seu único pedaço de pão do que o rico que apenas dá do que lhe sobra."


"A lei de Deus é a mesma para todos, mas o mal depende principalmente da vontade que se tenha de o praticar. O bem é sempre o bem e o mal é sempre o mal, seja qual for a posição do homem. A diferença está no grau de responsabilidade."


"Deus sabe discernir o bem do mal, a prece não esconde as faltas. Aquele que pede a Deus o perdão de suas faltas só o obtém se mudar de conduta. As boas ações são a melhor prece, porque os atos valem mais do que as palavras."


Matéria publicada no JB Ecológico, edição de junho de 2008.