Coluna: Em dia com o mundo 02

A noção de tempo e espaço de quem está em mais amplo estado de lucidez espiritual, conduz à perspectiva do Universo como verdadeira pátria espiritual. As circunstâncias e compromissos culturais refletem a experiência pontual da jornada evolutiva do Espírito. Entretanto, Kardec destaca que as percepções espirituais variam conforme o grau de amadurecido dos Espíritos, tanto em aspectos intelectuais quanto morais.

A Fonte Q e a origem dos evangelhos

Notável é o fato de que esses evangelhos possuem grande semelhança, o que pode indicar origens comuns para sua escrita, daí sua denominação de sinóticos, ou seja, que compartilham o mesmo ponto de vista. Se observados paralelamente, é possível perceber que quase 80% do Evangelho de Marcos está inserido em Mateus e Lucas, enquanto esses  dois evangelhos possuem aproximadamente 65% de material em comum.

Os benefícios de ter amigos que são diferentes de você

Quem tem amigos tem tudo, já diria o ditado. Amigos nos ajudam a entender nosso lugar no mundo, e pesquisas mostram que amizades fortes estão associadas a uma redução da ansiedade. Mas será que manter relações apenas com quem é muito parecido com a gente não pode ser prejudicial em certo sentido?  Pesquisadores estão investigando o impacto que as nossas redes de amigos podem ter na força de nossas opiniões. Mabel  Velez comenta.

Coluna: Em dia com o mundo

O campo político - como espaço de opinião em busca das melhores formas de administrar o coletivo, de sustentar a justiça e de desenvolver possibilidades, estabelece-se no diálogo de argumentos, de valores, de perspectivas e de acordos. Quando se transforma em espaço de duelo, cuja finalidade é a morte do outro ou de suas liberdades constitucionais, a política se transforma em guerra, em instrumento de submissão e enamora-se de um discurso totalitário do qual se ausentam a razão e o bom senso.

Depois da morte: crenças e negações

Quando falamos de crenças, o pensamento quase sempre automaticamente reflete a imagem das religiões do globo terrestre. Se o pensamento sobrevoa ainda mais o passado, recordamos as civilizações antigas da Índia com as crenças reencarnacionistas, do magnífico Egito com os seus rituais para a vida após a morte, das pitonisas da Grécia, de Roma, antes e após Constantino, venerando vários deuses e escolhendo, posteriormente à vinda do Cristo, adorar um único Deus, o Pai de todos nós.

Covid provoca 'pandemia oculta' e deixa 130 mil órfãos no Brasil, indica estudo

São 2,4 órfãos para cada mil brasileiros menores de idade, a quarta maior entre 21 países incluídos no estudo. Ao menos 130.363 crianças brasileiras de até 17 anos ficaram órfãs por causa da Covid-19 entre março do ano passado e o final de abril deste ano, número que contradiz a ideia de que os mais novos são menos afetados pelo coronavírus. Alessandra Belo comenta

SETEMBRO AMARELO: O TRISTE MOTIVO PELO QUAL A COR FOI ESCOLHIDA

Em 1994, uma morte chocou os Estados Unidos, dando início a maior campanha de prevenção do suicídio. Para reverter essa situação, o debate em torno do tema e campanhas para incentivar que pessoas com tendências suicidas e transtornos mentais busquem ajuda são essenciais. Hoje começa o que é conhecido como o mês mundial de prevenção ao suicídio: o Setembro Amarelo.

Simone Biles desiste de disputar a final do solo nas Olimpíadas de Tóquio

A equipe de ginástica artística dos Estados Unidos anunciou neste domingo (1 de agosto) que Simone Biles desistiu de participar da final do solo da modalidade, que será disputada nesta segunda-feira (2). A decisão foi anunciada depois de a atleta também desistir de competir neste domingo no salto e nas barras assimétricas. No comunicado, divulgado no perfil da equipe no Twitter, o time americano afirmou que Simone ainda definirá se disputa ou não a final na trave, marcada para terça-feira (3) — a última para a qual se classificou nas Olimpíadas de Tóquio — e que apoia a decisão da estrela do esporte.

Chefe especialista em felicidade no trabalho: conheça nova profissão

Brasil conta com 89 'gestores executivos da felicidade', ou 'Chief Happiness Officer'. Com chegada da pandemia e aumento de transtornos mentais, ansiedade e depressão nas empresas, procura cresceu 200%, dizem especialistas. Você já teve ou já pensou em ter um chefe assim: leve, tranquilo, aberto ao diálogo, dinâmico, atencioso e que estimula a equipe? Trabalhar em paz, valorizado, sem estresse e feliz é o sonho de qualquer funcionário.

Páginas