2011-01-19 Semana Espírita em Salvador aborda o tema "Prazer de Viver"

Semana Espírita em Salvador aborda o tema "Prazer de Viver"


A partir do próximo sábado, o Centro Espírita Casa de Redenção Joanna de Ângelis promove a 14ª edição de sua Semana Espírita, com palestras em sua sede, sempre às 20h, até o dia 29 de janeiro. Ainda na programação, sessão de pintura mediúnica, além de um Seminário Espírita.

As palestras contarão com os expositores José Alberto Medrado, Nahon Castro, Francisco Masan, Marcel Mariano, Solon Queiroz, Kau Mascarenhas, Djalma Argolo e Adenáuer Novaes.

Os assuntos abordados serão "Prazer de Viver - O Sentido da Vida", "Relações Afetuosas", "Receitas para Alma", "Os Prazeres da Alma", "Escutando Sentimentos", "Quem Sabe Pode Muito, Quem Ama Pode Mais", "Religião e Religiosidade" e "Destino Humano".

No domingo, dia 23, das 9h às 12h, haverá uma sessão de pintura mediúnica, com o médium José Alberto Medrado, e posterior leilão de quadros. E no sábado, dia 29, das 9h às 13h, Adenáuer Novaes apresenta o Seminário "Mito Pessoal e Destino Humano".

O endereço do Centro Espírita Casa de Redenção Joanna de Ângelis é Rua Lima Borges, nº 5, Patamares, Salvador, BA.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (71) 3363-5656.



Sudanesa é condenada à morte por abandonar Islã por marido cristão

A Justiça do Sudão condenou à morte por enforcamento uma mulher muçulmana acusada de apostasia - abandono da religião - depois que ela se afastou do Islã para se casar com um cristão.  O grupo de direitos humanos Anistia Internacional condenou a decisão. Paula Mendlowicz comenta.

Simpósio será realizado em Pernambuco

De 1º a 3 de agosto acontecerá no Teatro Guararapes (Centro de Convenções) o 9º Simpósio de Estudos e Práticas Espíritas de Pernambuco. Na programação, palestras de Alberto Almeida, Augusto Cury, Décio Iandoli Júnior, Sérgio Lopes, Simão Pedro e Denizard de Souza.

Casa é demolida após exorcismo e fenômenos incomuns no RS

O caso se tornou o principal assunto da cidade e mobilizou vizinhos e autoridades locais. Segundo moradores, objetos se movimentavam sozinhos e pedras caíam. Policiais, assistentes sociais e até médium foram chamados ao local. Jorge Hessen comenta.