2009-07-13 Campina Grande promove Jornada Médico-Espírita

Campina Grande promove Jornada Médico-Espírita


"Saúde e Espiritualidade" será o tema central da 5ª Jornada Médico-Espírita de Campina Grande, a JAMEC, como é conhecida. O evento acontecerá nos dias 11, 12 e 13 de setembro de 2009, no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba - FIEP.

"O impacto das virtudes na conquista da saúde integral", "Integrando saúde e espiritualidade", "Depressão e Processos obsessivos", "O Valor terapêutico da Prece", "Do Átomo ao Arcanjo – A trajetória evolutiva do Ser", "Reencarnação e Ciência", "A Lei de Amor na construção da felicidade", "Bioética" e "Jesus, médico de corpos e de Alma" serão alguns dos assuntos abordados ao longo do Encontro.

Carlos Roberto, Décio Iandoli Jr., Irvênia Prada, Sérgio Lopes, Ricardo Santos e Rossandro Klinjey são os palestrantes que já têm participação confirmada no evento.

O endereço da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba é Av. Manoel Guimarães, 195, José Pinheiro, Ed. Agostinho Velloso da Silveira, Campina Grande, PB.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (83) 3321-2706, (83) 9971-2241, (83) 9971-2231 ou (83) 8847-8141.



Britânica é presa por fazer sexo com filho de 12 anos

Uma mulher foi presa em Bristol, no Reino Unido, por fazer sexo com seu filho de 12 anos – enquanto, via webcam, seu namorado a dizia o que fazer com o menino. Um psiquiatra, que avaliou a mulher, disse que ela sofre de transtorno de personalidade. Nara de Campos Coelho comenta.

Seminário com Haroldo Dutra em Santa Catarina

Organizado pela 14ª União Regional Espírita de Santa Catarina, será realizado no dia 27 de setembro, no Hotel Cambirela, o Seminário com Haroldo Dutra, palestrante, professor, escritor e tradutor radicado em Minas Gerais. O tema central é "Carta de Paulo à Filemon".

Faxineira larga filhos para morar com ex-preso em ponto de ônibus no DF

Paraibano afirma que passou 26 anos na cadeia por ter matado 15 pessoas. Eles decidiram se mudar para o local, próximo ao Complexo Penitenciário da Papuda. Assistentes sociais tentaram retirá-los do local, sem sucesso. Jorge Hessen comenta.