2009-07-13 Campina Grande promove Jornada Médico-Espírita

Campina Grande promove Jornada Médico-Espírita


"Saúde e Espiritualidade" será o tema central da 5ª Jornada Médico-Espírita de Campina Grande, a JAMEC, como é conhecida. O evento acontecerá nos dias 11, 12 e 13 de setembro de 2009, no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba - FIEP.

"O impacto das virtudes na conquista da saúde integral", "Integrando saúde e espiritualidade", "Depressão e Processos obsessivos", "O Valor terapêutico da Prece", "Do Átomo ao Arcanjo – A trajetória evolutiva do Ser", "Reencarnação e Ciência", "A Lei de Amor na construção da felicidade", "Bioética" e "Jesus, médico de corpos e de Alma" serão alguns dos assuntos abordados ao longo do Encontro.

Carlos Roberto, Décio Iandoli Jr., Irvênia Prada, Sérgio Lopes, Ricardo Santos e Rossandro Klinjey são os palestrantes que já têm participação confirmada no evento.

O endereço da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba é Av. Manoel Guimarães, 195, José Pinheiro, Ed. Agostinho Velloso da Silveira, Campina Grande, PB.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (83) 3321-2706, (83) 9971-2241, (83) 9971-2231 ou (83) 8847-8141.



Semana Espírita em Goiás

De 4 a 12 de junho de 2016 será realizada a 5ª Semana Espírita de Goiânia. O tema central é "Vida: Desafio & Soluções". Na programação, palestras em várias casas espíritas com Haroldo Dutra Dias, Eulália Bueno, Juliano Fagundes, Luis Hu Rivas, Andrei Moreira, Cintia Vieira e Alexandre Caldini.

Encontro Espírita em Minas Gerais

De 24 a 26 de junho de 2016 será realizado no Complexo Cultural da Urca, em Poços de Caldas, o 2º Encontro Espírita de Inverno. O tema central é "O que é o Espiritismo? Que tenham olhos para ver e ouvidos para ouvir". Na programação, palestras e seminários com Cosme Massi, Alberto Almeida, Margareth Áquila, entre outros.

Saiba como pensar na morte afeta a mente humana

A morte poderá deixar de ser tabu num futuro próximo. Nos últimos anos, houve grandes esforços para promover o diálogo sobre o fim da vida, tanto em espaços privados como públicos. Um exemplo são os "cafés da morte" criados na Suíça, em 2004. Jorge Hessen comenta.